terça-feira, 8 de dezembro de 2009

O Ibadã Brasil e eu...

O Ibadã Brasil é um grupo que trabalha releituras de ritmos da tradição popular brasileira com intervenções da música contemporânea, criando assim uma mistura que caracteriza bem a musicalidade do brasileiro, tendo como principal aliado o som dos tambores. Trazidos pelos africanos, os tambores são os instrumentos que melhor definem a cultura brasileira, pois contam um pouco da nossa história.O trabalho musical do IBADÃ reúne percussão, canto, dança e expressão corporal, com a proposta de interagir com o publico através dos ritmos dos maracatus, samba-reggae, samba de roda, jongo, baião, coco, afoxé, caboclinho, congada, maculelê e outros. As diversas influências de ritmos enriquecem as apresentações do IBADÃ, pois expressam nossa variedade cultural. Os ensaios se realizam desde o final de 2008.

Origem do Nome: IBADÃIbadan ou Ibadã (“Ìlú Èbá Odàn, a cidade na junção entre a savana e a floresta”), é a capital do estado de Oyo, terceira maior em população da Nigéria (depois de Lagos e Kano), e o maior em área geográfica.Tem cerca de 3,8 milhões de habitantes, e é um centro industrial e comercial importante do país, onde foi fundada a primeira universidade da Nigéria.Fundada em 1830, tornou-se a mais poderosa cidade-estado ioruba.



IBADÃ: Palavra Ioruba. É a cidade com maior numero de negros retornados do Brasil após a escravidão.Devido a grande e significante influência dos negros africanos em nossa cultura, nada mais justo do que nossa homenagem a Nigéria e ao Brasil, pois a distância que separa esses dois povos se torna pequena diante de todo o entrelace de historia que os une.


Saias e agbês
O grupo praticamente completo e as meninas dos agbês encantando o público
A nossa logomarca na camiseta e uma garota agbezeira
A coroação da nossa bela rainha do Maracatu Cearense Débora Sá
Agbês jogados pro alto, linda foto!
Eu amo fazer parte dessa história linda chamada Ibadã Brasil, poder tocar num tambor as alegrias do meu lugar e da minha cultura é o grande tesouro da minha vida inteira!!!


Eu tocando o meu tambor em um ensaio


O Ibadã Brasil encerrando a V Bienal percussiva do Ceará, emocionante!









7 comentários:

simone disse...

amei as fotos, principalmente aquela dos tambres, as cores fazem tocar

simone disse...

calma, mas o que são essas maracas? tá lindo no azul do céu ! foto bela, momento vivo, que feliz

Luciana disse...

Lindas!! Tdas as fotos!
O som dos tambores traz som de poesia!
Vc é uma personificação de luz!!
Bju!

Ana disse...

Amei as cores e os tambores...amei o poema e a afro brasilidade do Ibadã Brasil!!! Parabéns a tod@s que dão vida ao grupo, em especial a Jan de Iansá por ter criado este espaço singular.

Jan de IanSá disse...

Si, as maracas nós chamamos de abês ou agbês, mas pelos outros estados brasileiros elas têm o nome apenas de cabaças. Essa foto é do Wilton Matos e eu adoro!
Beijos e obrigada por vir por aqui!

Jan de IanSá disse...

Lu, Lara, Mari, Angel, vc é tudo, tudo de bom!
Obrigada pelo elogio, adorei conhecer-te!
Bj n'alma!

Jan de IanSá disse...

Anamélia, ainda lembro que foi você quem falou desse grupo pra mim...
Obrigada a você!
Saudades dos nossos batuques juntas!