segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

E essa foi minha festa de chegada do ano novo: Andar com fé e Balé Popular!

Andá com fé eu vou
Que a fé não costuma faiá
Andá com fé eu vou
Que a fé não costuma faiá
Que a fé tá na mulher
A fé tá na cobra coral
Ô ô
Num pedaço de pão
A fé tá na maré
Na lâmina de um punhal
Ô ô
Na luz, na escuridão
Andá com fé eu vou
Que a fé não costuma faiá
Andá com fé eu vou
Que a fé não costuma faiá
A fé tá na manhã
A fé tá no anoitecer
Ô ô
No calor do verão
A fé tá viva e sã
A fé também tá pra morrer
Ô ô
Triste na solidão
Andá com fé eu vou
Que a fé não costuma faiá
Andá com fé eu vou
Que a fé não costuma faiá
Certo ou errado até
A fé vai onde quer que eu vá
Ô ô
A pé ou de avião
Mesmo a quem não tem fé
A fé costuma acompanhar
Ô ô
Pelo sim, pelo não


Foi uma das canções que Gilberto Gil cantou para nós nativos, habitantes e visitantes de Fortaleza, na primeira noite do ano corrente e uma das que ainda ouço...


Depois foi a vez de balançar o esqueleto com a Daniela Mercury,
após tanto tempo sem dançar axé-music eu me vi dançando novamente, porém de uma maneira bem mais enraizada, muito mais africana do que imaginava:

É um canto profundo
Colorindo a nação
É um som que embala
Faz pulsar coração
Êta gente que dança
O balé popular
Se caiu se levanta gloriosa a cantar
A alegria A alegria do povo
É poder cantar
Espantar o mal
Para o amor valer
E o tambor que batuca
É um toque assim
É de Nazaré é de Caxixi
Ê capoeira
Ê, ê, ê, ê....
Tem lua cheia camará
De Angola tem camará, capoeira
Ê, ê, ê, ê....
Iemanjá tá na maré
É companheira do valente pescador
Ô lerê, ô lara Ô lerê, ô lerê, ô lará
Pierre Onassis / Edilson
E eu toquei junto, no meu coração, para que esse ano seja bem afinado de muitas alegrias, luzes e cores para todos os seres!
Jan de IanSá

Fotos da festa de Mônica Saraiva e a minha por Zezinho, numa apresentação da banda Parandy.

6 comentários:

Anônimo disse...

partículas vermelhas surgindo
o que será que vai subindo?
não sei, não sei
sinto que é bonita a explosão
de vermelho pouco sólido derramando-se em líquido
assim vc me parece
assim vc me aparece
que bom ser assim
abraços
saúde e paz em 2009
alex douglas

Jan de IanSá disse...

Querido Alex, que bom você por aqui, tão leve como a tua presença, leve e marcante!
Te desejo um balaio de felicidades
nesse ano que se inaugura(e sempre), com saúde, paz, amor e muita LUZ!
Abraço e beijo n'alma, meu amigo que chegou de mansinho e veio para ficar!

uberto stabile disse...

Si, es verdad, de luces y colores que no se olvidan. Besos

Anônimo disse...

na simples e suave coisa, que me amadurece
(secos & molhados)

Jan de IanSá disse...

"Leve, como leve pluma muito leve, leve pousa
muito leve leve pousa
Na simples e suave coisa, suave coisa nenhuma
Suave coisa nenhuma
Sombra, silêncio ou espuma nuvem azul que arrefece..."

Jan de IanSá disse...

Uberto, você nem imagina quantas...
Beijos